3.8.16

Uma despedida e o fim de um ciclo

Lá pelos idos de 2008, por sugestão de um namorado, eu criei um blog para publicar meus contos e besteiras. Nessa mesma época a Ana Vitória, a Analu e um grupo de meninas também criaram os blogs delas. Eu era um pouquinho mais velha e já estava cursando jornalismo, mas acompanhei o esforço de cada uma para passar no vestibular, conheci estantes de livros, li sobre as aventuras universitárias, sobre as viagens da máfia, sobre feminismo, senti na pele as dificuldades de cada uma com o trabalho de conclusão de curso, li textos felizes sobre a formatura e percebi o início da crise da vida adulta.

Ah, essa crise...

Segunda-feira a Anna Vitória publicou um texto de despedida, depois de oito anos de postagens. Se eu tivesse continuado, meu blog antigo teria a mesma idade. Foi um blog que me acompanhou no tempo de universidade, nos meus esforços com o TCC, na minha formatura, no meu primeiro emprego na área, nas minhas descobertas e frustrações, nos meus amores e pés na bunda. Até que cansou. Eu já não me sentia mais representada por aquele blog.

Encerrei aquele ciclo e fui me aventurar em outros cantos. Mas coisas aconteceram, a vida desabou sob meus pés, decidi me isolar do mundo. Fiquei dois anos longe da blogosfera – na verdade, quase da internet inteira. Não escrevia nada nem lia o que os outros escreviam. Porém, quando me senti pronta de novo, porque quem escreve sabe que a escrita é quase uma necessidade fisiológica, voltei.

Agora tenho um blog para me acompanhar nessa fase de estudos e ansiedade. Por enquanto estou bem, escrever ainda é divertido, não tenho obrigações com a periodicidade dos textos e não me sinto pressionada a escrever coisas que agradem aos leitores. Espero que a Anna Vitória, a Analu e todas as outras meninas que decidiram encerrar seus ciclos de postagens, também voltem um dia.

4 comentários:

  1. Confesso que fiquei chocada com essa notícia da Anna. Acabei de conhecer o blog dela, ela é super incrivel e eu amo os textos delas. Imagine pra quem a conhece ao longos desses 8 anos né? Sei que tem a newsletter, mas não é a mesma coisa. Blog parece que vc procura o post, a news vem.. sei lá. haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chega um momento que todo blog cansa e tal, escrever começa a virar uma coisa chata, mas essa moda da newsletter parece que acelerou o processo. Tem blogueiras que nem chegaram na fase da "crise de representação" e já migraram para as benditas newsletters. Fazer o quê? O jeito é continuar recebendo esses textos programados.

      Excluir
  2. Oi, xará!

    Olha, seu texto acabou sendo uma resposta pro texto que eu escrevi e gostei MUITO das coisas que você escreveu no comentário que deixou lá. Realmente, a gente sente a falta do retorno nos blogs e isso vai minando tudo e, a priori, blogar é a respeito de se sentir bem escrevendo sobre qualquer coisa. Eu tinha me esquecido disso. A gente sente tanta necessidade de ser reconhecida que acaba ficando cega no meio do caminho, mas é que quando a gente sabe que alguém gosta do que a gente escreve e se identifica com aquilo, acho que é o que traz mais prazer e deixa tudo mais dinâmico.

    Estou sofrendo um pouco pra conseguir voltar a escrever. Disse que ia cancelar a newsletter, mas acabei enviando uma mesmo assim. Então eu não sei como a coisa toda vai ficar daqui pra frente, só sei que não estou me adaptando bem a outras plataformas.

    Amei seu header <3 E o nome do blog!

    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Larie! Que bom que você gostou :)

      Deixei outro comentário lá no blog.

      Excluir

Olar :)