19.9.16

Guarde os elogios na gaveta

Certa vez eu encontrei um texto onde a autora dizia no título que era contra os homens ajudarem em casa. Fiquei desconcertada. Como assim?! Pensei que aquela mulher que escrevia era uma maluca. Se a maioria dos homens nem faz nada em casa, por que dispensar a ajuda? Somente depois de ler o texto inteiro é que percebi que ela estava mais do que certa.

Não existe ajuda em algo que é obrigação fazer. A partir do momento em que um homem e uma mulher se casam ou decidem morar juntos, a casa se torna responsabilidade dos dois. Em nenhum lugar está escrito que lavar, passar, limpar e cozinhar são deveres exclusivos das mulheres. Se duas pessoas dividem o mesmo teto, as tarefas também são divididas.

Seu marido ajuda a lavar os pratos depois do jantar? Seu companheiro troca a fralda do bebê quando você pede? Seu namorado ajudou você na faxina? Não saia por aí dizendo que ele é um homem bonzinho só porque lhe ajuda. Não o elogie pelo simples fato de ele pegar numa vassoura ou numa esponja de prato porque você pediu para ajudar. É obrigação dele dividir as tarefas domésticas com você. É obrigação dele contribuir na manutenção da casa e ser participativo na criação dos filhos.

O fato de varrer uma casa, limpar um banheiro, lavar louça, tirar o lixo ou preparar uma mamadeira não o torna menos macho. Apenas o torna um homem que nos dá orgulho de dizer “esse é o homem que eu sempre quis”.

Em toda a minha vida, eu nunca ouvi um elogio de um homem porque lavei prato, limpei banheiro, passei roupa ou fiz qualquer outra tarefa doméstica. Você também não? Então guarde seus elogios para as ocasiões certas.

Elogie porque ele é responsável, porque ele consegue estacionar o carro até nas vagas mais apertadas, porque ele é um homem romântico e atencioso, porque ele trata bem os pais, porque o sexo foi mágico. Elogie o resultado dos esforços dele: elogie as panelas brilhando, elogie o trabalho que ele fez no quintal, elogie o quanto ele sabe deixar a casa limpa, elogie a paciência dele com as crianças, elogie a organização dele na cozinha. 

Minha mãe sempre dizia que meu irmão limpava a cozinha melhor que ela. Tanto que hoje ele está casado, divide as tarefas e continua limpando muito bem a cozinha lá na casa dele. Portanto, elogie sempre que possível, só não aceite ser a empregada doméstica do seu homem. Ainda mais sem carteira assinada, sem salário, sem férias.

7 comentários:

  1. Oi, xará! Concordo demais com o seu texto. A gente fica tornando tarefas simples e óbvias em grandes méritos para os homens sendo que, hello, todo mundo tem que ter responsabilidade dentro de uma casa. Parto do princípio que se eu fosse morar sozinha, teria que fazer tudo. Por que o homem não pode fazer a parte dele também?

    É assim que vamos desconstruindo essa sociedade machista horrível. Continuemos com mais textos assim.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é uma coisa que me incomoda demais. Venho de uma família onde a maioria dos homens não fazem nada, seguem uma visão machista, e infelizmente, conheci muitos caras da nossa geração que seguem essa mesma cultura. Às vezes acho que nunca vou encontrar um homem consciente e fico me perguntando qual a vantagem de um casamento para as mulheres.

      Excluir
  2. Maravilhoso Larissa. Isso de "ele me ajuda demais" me deixa nervosa até. Por direitos, obrigações e responsabilidades iguais, peloamor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente cresce com essa cultura errada de que as obrigações da casa são da mulher e o homem não precisa fazer nada. Espero que as próximas gerações melhorem!

      Excluir
  3. como faço pra seguir o blog?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que é só adicionar na sua lista de leitura. Não lembro mais como funciona o feed.

      Excluir
  4. É isso tudo!
    Aqui na Suécia felizmente não se vê muito essa atitude. O meu namorado faz melhor certas coisas domésticas do que eu e é um excelente cozinheiro. Devo confessar que às vezes tomo isso como garantido mas basta falar com certas amigas ou ler certas coisas que volto logo a ficar bem agradecida pela ajuda que tenho em casa.

    ResponderExcluir

Olar :)